»
theme by stuckin-reverse ©

kurtdavekrist:

A primeira foto é um pedaço da “carta de suicídio” Algumas partes da carta, especialmente nas últimas quatro linhas, destacam-se como sendo escrito por uma pessoa diferente.

A segunda foto são as linhas na parte inferior da carta. Elas aparecem depois de Kurt ter assinado seu nome. Observe a caligrafia é muito maior, e os especialistas em caligrafia que o detetive Tom Grant contratou dizem que isto não foi escrito pela mesma pessoa.

A terceira foto é um exemplo da escrita de Courtney da nota de autorização que ela escreveu a Grant depois que ela o contratou. Observe como o ”F” e o ”P” nesta nota são muito semelhantes aos das últimas quatro linhas da carta de Kurt. Alguns dos ”E” são semelhante também.


kurtdavekrist:

(Parte 2)

Em 1997, o diretor Nick Broomfield realizou um documentário sobre Kurt e Courtney, um dos entrevistados foi El Duce, que continuou a falar sobre a oferta de Courtney.

Broomfield: Teve trato com Coutney, certo?

El Duce: Sim. Ela me ofereceu 50 mil dólares para matar Kurt Cobain.

Broomfield: Ela o quê?

El Duce: Ela me ofereceu 50 milhas para matar Kurt Cobain.

Broomfield: E isso é verdade? O pessoal pode não achar que seja uma testemunha confiável.

El Duce: Azar, você também pode não ser uma testemunha confiável. Pense nisso. Sabe, quando ela me ofereceu… Que tentação! Mas eu sei quem o matou.

Broomfield: Ela disse como deveria matá-lo?

El Duce: Sim, explodir seus miolos.

Broomfield: Ela disse onde?

El Duce: Deu o mapa da mina. Lá em Bellevue, fora de Seattle. Sei onde é a casa. Sei onde é o jardim onde o mataram. Só que eu não achei que ela estivesse falando sério.

Broomfield: Ela disse como?

El Duce: Estourar seus miolos. Eu tinha a espingarda e pra fazer parecer suicídio.

Broomfield: Mas se estourasse os miolos dele, como disse não ia parecer suicídio, ia parecer que estourou seus miolos.

El Duce: Mas, eu disse a Allen, quero dizer, meu amigo… (risos) Vou deixar o FBI pegar o cara. É assim que se faz. Fim de história. 50 mil contos fala um bocado. Me paga uma cerveja quem sabe eu fale mais. (risos)

Cerca de uma semana após a entrevista, no dia 19 de abril de 1997, El Duce foi morto por um trem em Riverside, em Los Angeles. Os acontecimentos em torno de sua morte são confusos.

Um pouco como os eventos em torno da morte de Kurt.

Wallace e Halperin, autores do livro Love & Death, relatam que às 17h, El Duce chegou em sua casa com um homem que ele disse que tinha acabado de conhecer. Depois de um tempo eles deixaram a casa para ir à loja de bebidas dizendo que estariam de volta brevemente. Eles nunca mais voltaram. Em 21h, El Duce foi atingido por um trem e morreu na hora. Não houve testemunhas. A polícia não conseguiu localizar o homem visto com El Duce naquela tarde.

O jornalista musical e amigo de Duce, Al Bowman disse: “Há algo de muito, muito estranho sobre sua morte. Qualquer um que conhecia El sabia que você poderia fazer amizade com ele oferecendo-lhe uma bebida. Ele tinha um problema com o álcool…”. Quando perguntado se ele achava que El Duce era suicida, ele respondeu: “De jeito nenhum. Ele estava muito empolgado com sua próxima turnê. Ele estava de bom humor. Ele não se matou. Estou convencido de que isso tem algo a ver com Kurt Cobain”.

OBS: Eu procurei informações sobre o tal Allen, e encontrei esse site aqui (em inglês). Resumindo, o tal do Allen, que El Duce fala sobre na entrevista, era um homem pobre, bêbado e agressivo que após a morte de Kurt, comprou uma casa, um carro e uma caminhonete. Não sei se as informações contidas nesse site são verídicas, só estou repassando a informação.


kurtdavekrist:

(Parte 1)

Eldon Hoke, mais conhecido com El Duce era vocalista de uma banda chamada The Mentors e Courtney o conheceu no final dos anos 80, quando tiveram um caso.

Durante um artigo da revista High Times, El Duce afirmou que nos últimos dias de dezembro de 1993, Courtney Love ficou do lado de fora da loja The Rock Shop, uma loja de discos de Hollywood em que ele trabalhava, e falou com ele. A conversa foi a seguinte:

Love: El, eu preciso de um favor seu. Meu marido tem sido um verdadeiro babaca ultimamente, eu preciso de você para explodir a porra da sua cabeça fora.

El Duce: Você está falando sério?

Love: Sim, eu vou lhe dar 50.000 dólares para explodir a porra da sua cabeça fora.

El Duce: Estou falando sério, se você está.

Love: Onde posso encontrá-lo?

El Duce: Você pode me encontrar aqui.

Eles, então, entraram na loja e ele lhe entregou um cartão de visita. O gerente da loja, Karush Sepedjian lembra a visita. Ele disse que escutou um pedaço da conversa, Courtney dizia: “Você pode fazer com isso? Você pode ir até o final disso? O que você precisa para fazer?”. Eles estavam falando sobre eliminar Kurt Cobain. El Então disse-me baixinho: “Ela me ofereceu 50.000 dólares”.

Courtney, então deixou um cartão de visita e saiu. Sepedjian disse que em  março de 1994, Love ligou para a loja pedindo para falar com El Duce, que na época estava em turnê. Courtney estava gritando: "Aquele filho da puta, nós fizemos um acordo, o que eu vou fazer?”. Sepedjian respondeu: “Eu não sei, eu tenho que trabalhar. Adeus”.

Dez dias depois o corpo de Kurt foi encontrado. Isso implica com o que ela disse a Sepedjian. Poderia ser este o “negócio”, que Love disse a Carroll e Grant que ela tinha que resolver, ao invés de ir de volta para Seattle para procurar Kurt?

Sepedjian ainda disse: “Eu estava “uau”. Eu me pergunto se ela realmente pagou algum otário para lhe estourar a cabeça”. El Duce disse: “Talvez ela tenha arrumado outra pessoa para fazer. Mais eu acho que Kurt estava se preparando para divorciar-se dela devido aos adultérios que ela cometia. Ela tinha que eliminá-lo imediatamente para que ela pudesse ficar com o dinheiro…

Ni dia 6 de março de 1996, El Duce foi submetido a um detector de mentiras administrado por Dr. E. Gelb um examinador de polígrafo. De acordo com Dr. Gelb, a história de El Duce é completamente verdadeira.

A pergunta “Courtney Love pediu para você matar Kurt Cobain?" A resposta positiva de El Duce mostrou uma certeza 99,91% de que ele estava dizendo a verdade, que se enquadra na categoria “além de possibilidade de engano”. El Duce obteve a mesma pontuação quando a pergunta foi repetida. Quando a pergunta “Foi oferecido 50.000 dólares por Courtney Love para você matar Kurt Cobain?" Duce marcou uma pontuação de 99,84% de certeza.

Após estes testes, Duce entrou em contato com o Departamento de Homicídios da Polícia de Seattle e também o Departamento de Polícia de Los Angeles. Tanto ele como Sepedjian se ofereceram para fazer testes semelhantes para a polícia, mas ambos os departamentos recusaram a prosseguir com uma investigação. 

Por quê? Por que a Polícia de Seattle constantemente nega que existem razões legítimas para reabrir este caso?


kurtdavekrist:

#06

Leland Cobain, avô de Kurt, afirma que, para ele, seu neto não cometeu suicídio. Durante diversas entrevistas, ele diz que a polícia “se fez de boba” e que todas as evidências apontam para um assassinato. Lembrando que Leland já havia levantado todas as suas suspeitas no livro “Love & Death”.

Leland diz: “Eu não tenho ideia de quem possa ter cometido tal crime, mas toda a investigação foi errada. Não entendo como, mesmo com tanta droga no corpo ele [Kurt] tenha conseguido atirar. Seus maxilares não quebraram com o tiro e a arma ainda estava encostada em seu peito - ela deveria ter saltado longe do corpo.


kurtdavekrist:

#05

Se Kurt realmente tivesse atirado em si mesmo com a arma na direção em que foi encontrada e que consta no relatório policial, na hora em que foi acionado o gatilho, o cartucho da bala deveria ter sido ejetado para a sua direita, mas por que foi encontrado na sua esquerda, perto da sua jaqueta Corduroy?


kurtdavekrist:

#04

Kim Gordon, integrante do Sonic Youth, amiga próxima de Kurt, quando questionada sobre a morte dele, respondeu: “Eu nem sei se ele se matou realmente. Muitos amigos dele dizem que não…” Quando perguntaram se ela achava que alguém o tinha assassinado ela disse: “Sim, eu acho”.

Na mesma entrevista, Thurston Moore, ex-marido de Kim disse que: “Kurt morreu de um jeito muito rude. Não foi apensa uma overdose. Ele realmente se matou violentamente. Foi muito agressivo, e ele não era uma pessoa agressiva, ele era um cara inteligente, era muito inteligente. Mas até que faz sentido porque era como: wow, olha o que ele fez. Mas ao mesmo tempo era como: tem alguma coisa errada com o que ele fez. Realmente não combinava com que conhecíamos dele.


kurtdavekrist:

#03

No dia 07 de abril de 1994, o detetive Tom Grant e, o melhor amigo de Kurt, Dylan Carlson, foram procurar por Cobain em sua residência, mas a única coisa que encontraram foi um bilhete para Kurt escrito por Michael “Cali” DeWitt, babá de Frances e ex-namorado de Courtney. Tom Grant e Rosemary Carroll, advogada e amiga da família acreditam que a nota achada foi na verdade um artefato deixado propositalmente por Michael, para que acreditassem que Courtney Love realmente se importava com Kurt.


kurtdavekrist:

#02

 Quando Courtney Love contratou o detetive Tom Grant para encontrar Cobain, ela deu acesso total a ele em sua casa e aos pertences de Kurt. Logo após terem encontrado o músico morto e com uma suposta carta de suicídio, Tom Grant tirou uma fotocópia da carta, que vem a ser a que conhecemos via Internet. Se você parar para ler com calma perceberá que a “carta de suicídio” não passa de uma carta de despedida para os fãs do Nirvana, o Kurt em momento nenhum cita seu suicídio, e sim que ele está cansado do sucesso e que não possui mais paixão pelo que faz, a carta na verdade era o jeito dele de se despedir do Nirvana e não da vida. A parte separada da carta, no final, é o único pedaço que implica suicídio. O detetive Tom Grant consultou vários especialistas em caligrafia e todos disseram que aquele pedaço não foi escrito por Kurt, mas sim por outra pessoa. As fotos acima mostram a carta original escrita por Kurt, e coincidentemente, um pedaço de papel que foi encontrado nos pertences de Courtney Love treinando uma letra parecida com a do Kurt. Por favor, comecem a tirar suas próprias conclusões!


kurtdavekrist:

A partir de hoje, o blog terá posts frequentes dedicados a morte de Kurt Cobain, apresentarei teorias e fatos para que todos entendam um pouco mais sobre o que ocorreu em 1994.

Eu nunca acreditei no suicídio anunciado em que todos falavam. Sempre me interessei em buscar contradições do que a polícia havia dito em abril de 1994, e me surpreendi com a quantidade de informações que diziam Kurt Cobain tinha sido assassinado. Sei que muitos acreditam que ele realmente se suicidou, e que provavelmente acham clichê o termo “suicídio ou assassinato?”, mas pessoalmente sei que no fundo todos nós temos essa dúvida e que talvez nunca seja desfeita, mas gostaria de compartilhar com vocês essas informações que procuro durante anos, lembrando que nada aqui foi comprovado e que não são minhas teorias e nem coisas inventadas, são informações coletadas em sites e periódicos, só estou repassando. Sua opinião sobre o suicídio do Kurt mudará!

# 01

Kurt Donald Cobain foi encontrado morto por um eletricista contratado para instalar um sistema de segurança, no dia 08 de abril de 1994, em sua casa localizada no Lake Washington Boulevard em Seattle. Apesar de uma pequena quantidade de sangue que saia da orelha de Cobain, o eletricista relatou não ter visto qualquer sinal visível de trauma e, inicialmente, acreditava que Cobain estava dormindo até que viu a arma apontada para o queixo.